Vida Integral

Para quem ama comer e não abre mão de ser saudável


9 Comentários

Restrição Calórica: o segredo da longevidade

Você gostaria de saber qual o segredo para envelhecer com elegância e saúde? Os pesquisadores Ricki Colman e Rozalyn Anderson publicaram na revista Science um trabalho de 20 anos com macacos rhesus que pode sanar a sua curiosidade.

Os cientistas analisaram dois grupos de macacos, no primeiro (grupo controle) a alimentação era normal; no segundo, foi estimada uma redução calórica de 25% com escolha de nutrientes saudáveis. O resultado é impressionante. Após 20 anos no grupo controle 50% dos animais sobreviveram, já no grupo de restrição calórica a sobrevivência foi de 80%.

Outro dado importante foi que restringir calorias reduziu a incidência de diabetes, câncer, doença cardiovascular, e atrofia do cérebro. Na figura acima é possível perceber a diferença entre os macacos; à esquerda o animal do grupo controle (alimentação liberada) está maior, com pelo amarelado e aspecto envelhecido, em comparação à direita o macaco da restrição calórica praticamente não apresentou mudanças.

Da próxima vez em que se sentar à frente do prato faça como os moradores de Okinawa (The Blue Zone Okinawa: Hara hachi bu), muitos deles vivem mais de cem anos.


2 Comentários

6 Hábitos para uma vida mais longa

Com o passar dos anos o corpo sente as modificações. Embora a genética tenha o seu papel, o estilo de vida que você escolheu é extremamente importante para determinar a sua longevidade.

Em outras palavras, alguns hábitos simples e gostosos pode determinar o quanto você vai viver e qualidade de vida que terá.

Os estudos mostram que os 5 hábitos seguintes são cruciais:

– Faça amigos: uma análise de 148 estudos comprovou, ter uma boa conecção social está ligada a maior tempo de vida. Além disso seus amigos ajudam a diminuir o estresse

– Pare de fumar: desnecessário explicar o porquê

– Faça da sesta um hábito: se você puder, não deixe de descansar depois do almoço. Um estudo com 24 mil pessoas comprovou que a chances de desenvolver doenças cardiovasculares diminuem 37% em pessoas que possuem este hábito

– Adote a dieta mediterrânea: rica em frutas, vegetais, grãos integrais, azeite de oliva e peixes.

– Case-se: os estudos científicos comprovaram, pessoas casadas vivem mais que as solteiras. Provavelmente pelo suporte social e financeiro que o casamento proporciona. Outro dado interessante é que mesmo os divorciados ou viúvos vivem mais do que as que nunca se casaram

– Exercíte-se: manter um rotina de atividade física é essencial para um boa qualidade de vida. Basta 30 minutos 3 vezes por semana de caminhada para sentir a diferença