Vida Integral

Para quem ama comer e não abre mão de ser saudável


5 Comentários

Pensando Positivo

Happiness

Todo mundo sabe que o pensamento positivo faz bem para a saúde. O difícil é conseguir manter a mente leve com tantos problemas no dia a dia; você não é o único que está preocupado com as contas no fim do mês, aquela briga com a esposa (o), conflitos de interesse no trabalho, etc.

Pensando nisso o professor da universidade de Harvard, Shawn Archor, hoje presidente da empresa Good Think Inc., pesquisou o que faz a diferença para tornar a vida das pessoas um pouco mais leve. Ele chegou a conclusão que os seguintes hábitos, se praticados diariamente, podem mudar a sua vida para melhor:

1) Faça 3 agradecimentos: todos os dias pense em três aspectos da sua vida para agradecer mentalmente. O caminho inverso, mostrar que você já é feliz, funciona para o cérebro perceber que ele não precisa de muito

2) Mantenha um diário: escreva, nem que seja no celular, um acontecimento positivo do seu dia. Quando você escreve o evento em questão, está revivendo mentalmente a situação feliz

3) Pratique atividade física: nem que seja uma caminhada de 30 minutos. Um corpo são significa uma mente sadia

4) Faça atos de bondade: pode ser algo bem simples, como dar passagem no trânsito. Está comprovado que estes pequenos gestos liberam endorfinas, um dos hormônios do bem estar

 


1 comentário

Risoto Integral de Tomate

risotodetomate

Uma receita boa para os dia frios o “Risoto Integral de Tomate” é uma adapatação do site New York Times.

Ingredientes

7 xícaras de caldo de legumes ou  caldo de frango (de preferência natural)

2 colheres de sopa de azeite extra virgem

½ xícara de cebola picada

2 dentes de alho picados

450g de tomate  ralado

1 colher de chá de folhas de tomilho fresco

1 e ½ xícaras de arroz arbóreo integral

Sal e pimenta moída na hora a gosto

½ xícara de vinho branco seco ou rosé

230g de tomates maduros doces adicionais, finamente picado (cerca de ¾ de xícara)

¼ de xícara de manjericão fresco

¼ a ½ xícara de queijo parmesão ralado fresco

Modo de Preparo:

Coloque o caldo de legumes em uma panela e deixe ferver em fogo baixo.

Aqueça o azeite em fogo médio em uma frigideira grande. Adicione a cebola e uma pitada de sal e cozinhe, mexendo até ficar macia, cerca de 5 minutos. Adicione o arroz e o alho e cozinhe, mexendo sempre, até que os grãos de arroz estejam separados e começam a crepitar. Misture o tomate ralado, o tomilho e o sal a gosto e cozinhe, mexendo sempre, até que os tomates estejam cozidos ligeiramente, cerca de 5 a 10 minutos.

Adicione o vinho e mexa até que tenha sido evaporado e absorvido pelo arroz. Comece a adicionar o caldo de legumes, com ajuda de uma concha (cerca de 1/2 xícara) de cada vez. O líquido deve cobrir apenas o arroz, mexa sempre a uma velocidade intermediária, até que ele seja absorvido. Adicione outra concha ou duas e continue a cozinhar desta forma, adicionando mais caldo e mexendo,deixando o arroz quase seco. Quando o arroz estiver macio porém al dente, aproximadamente 20 a 25 minutos, estará pronto. Prove agora e ajuste o tempero.

Adicione outra concha de caldo de legumes  ao arroz. Misture os tomates adicionais, manjericão e parmesão e retire do fogo. A mistura deve ser cremosa (acrescente mais caldo, se necessário). Sirva imediatamente em tigelas.

Bom apetite!


3 Comentários

Parando o Tempo

aprendizado

Você também tem a impressão de que o tempo está voando? Que os dia, meses e anos estão passando cada vez mais rápido? Este sensação já possui explicação científica.

Os estudos mostraram que quanto mais difícil o desafio mental de uma tarefa, maior a percepção da sua duração pelo cérebro. Em outras palavras, realizar as atividades corriqueiras do cotidiano no “piloto automático” rouba a sua assimilação do tempo.

A solução? Aprender sempre! Se você não quer ser engolido pelo passar das horas, torne-se um eterno estudante. Busque o que te dá prazer e inove com atividades que desafiem o seu cérebro.

Se a passagem do tempo é uma ilusão, vamos desacelerar este processo da melhor forma possível e ter prazer com novas experiências!


2 Comentários

Camarão com Cuscuz Marroquino Integral

cuscuzecamarao

Prato rápido (cerca de 20 minutos) e fácil de preparar que vai agradar a família inteira. O “Camarão com Cuscuz Marroquino Integral” é uma receita do site Food Network.

Ingredientes

1 xícara de cuscuz integral

1/4 xícara de damascos secos, picados (ou uvas passas)

2 colheres de sopa de azeite de oliva

1/2 xícara de iogurte desnatado

1 colher de sopa de homus preparados

2 colheres de sopa de hortelã fresca picada ou endro

sal a gosto

550g de camarão médio, descascado e com caudas removidas

1 xícara de tomates cereja cortados ao meio

1/4 a 1/2 colher de chá de páprica

Suco de 1/2 limão

azeite de oliva (a quantidade necessária)

instruções

Combine o cuscuz, damascos e uma colher de sopa de azeite de oliva em uma tigela própria para líquido quente. Adicione 1 e 1/4  de xícaras de água fervente, cubra com filme plástico e deixe descansar até que toda a água seja absorvida e os cuscuz esteja macio, cerca de 5 minutos.

Misture o iogurte, hummus, hortelã e 1 a 2 colheres de sopa de água em outra tigela. Tempere com sal e reserve.

Misture o camarão, o tomate, 1 colher de sopa de azeite de oliva e páprica. Espalhe em uma assadeira e leve para assar até que o camarão é opaco e cozido, cerca de 4 minutos. Regue com o suco de limão.

Mexa o cuscuz com um garfo. Divida o camarão e cuscuz entre quatro pratos. Sirva o camarão e cuscuz com o molho de iogurte.

Bom apetite!


2 Comentários

A Fé e a Medicina

fé

Uma das mais fascinantes observações na medicina é como a fé influenciona o tratamento de inúmeras doenças. Agora a comprovação é científica, pelo menos quando o problema é uma doença psiquiátrica.

Pesquisadores do Hospital McLean em  Belmont, Massachusetts nos Estados Unidos acompanharam 159 pessoas em tratamento para depressão (60%), transtorno bipolar, ansiedade ou outras enfermidades. Todos participantes foram questionados quanto a sua crença em Deus e tratados com terapia cognitiva e em alguns casos medicação durante 10 dias.

O resultado publicado no Journal of Affective Disorders revelou que 80% dos participantes reportou alguma crença em Deus. O mais interessante é que aqueles avaliaram sua crença espiritual em extremamente importante apresentaram-se menos deprimidos após o tratamento.

Segundo o autor do estudo David H. Rosmarin, os pacientes que tinham maior crença em Deus também apresentavam maior fé no tratamento; eles estavam mais aptos a acreditar que as medidas (medicamentosas ou comportamentais) iriam auxiliar a melhora da doença.

Portanto, um pouco (ou muita) fé sempre é bem vinda!


2 Comentários

Goji Berry: a fonte da juventude

gojiberry

Você já ouviu falar da Goji Berry? Trata-se de uma fruta proveniente da Ásia com propriedades extremamente benéficas à saúde. Ao longo dos anos as populações utilizam este alimento para tratar desde doenças crônicas como diabetes, pressão alta e até febre e doenças oftalmológicas próprias da idade.

A goji berry pode ser consumida in natura ou seca (como uma uva passa), como suco, chá, e em medicamentos. Esta frutinha é rica em antioxidantes e vitamina A. Alguns estudos comprovaram o seu benefício no combate do envelhecimento, principalmente por minimizar a ação dos radicais livres e preservação do DNA.

Outras pesquisas relacionaram o consumo de goji berry, especificamente o suco, com bem estar, diminuição da ansiedade, melhora da qualidade do sono e disposição física.

Aqui no Brasil, o que antes era uma raridade, está cada vez mais fácil encontrar a fruta na sua forma seca. Uma excelente opção para incrementar o seu café da manhã ou sua salada.


3 Comentários

Pescada Amarela ao Molho de Damasco

pescadaaomolhodedamasco

A “Pescada Amarela ao Molho de Damasco” é mais uma receita imperdível da chef ElisIangela Souza para deixar a sua alimentação mais saudável e deliciosa.

Ingredientes para a Pescada

1 Kg de pescada amarela cortada em postas

1/2 xícara (de chá) de cebolinha picada

1/2 xícara (de chá) de coentro picado

suco de um limão

sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

2 colheres de sopa de azeite de oliva

Coloque a pescada em um recipiente. À parte, misture os demais ingredientes e espalhe por cima do peixe. Reserve na geladeira por 30 minutos.

Ingredientes para o Molho

1/2 xícara de chá de damascos cortado em lâminas

2 xícaras de suco de laranja natural

1 pitada de sal

pimenta do reino a gosto

Coloque todos os ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo brando até que o damasco fique bem macio e o líquido reduza pela metade. Acrescente algumas folhas de coentro ou cheiro verde.

Em seguida doure o peixe (ambos os lados) com um fio de azeite em uma frigideira pré aquecida em fogo alto. Retire do fogo e sirva ainda quente com o molho de damasco.

Bom apetite!